#9 Três erros comuns numa introdução

Confira o vídeo no canal

Olá Pessoal, neste texto vou escrever sobre três erros muito comuns encontrados numa introdução. Tenho certeza que você não quer cometer estes erros. Melhor aprender aqui no canal do que apanhar na vida real. Vamos juntos?

Vamos aos três erros mais comuns numa introdução.

Erro número 1

  • Ausência de citação em trechos relevantes.

A ausência de citação é um erro grave em um artigo científico. Principalmente se você optar por uma introdução estendida, que irá trazer também o referencial teórico do seu trabalho. Por mais que você ache que determinadas informações já são muito conhecidas, sempre referencie com estudos que tratam do tema.

Evite frases sem a devida amarração, mesmo que tenham conteúdo mais genérico. Uma boa dica, é utilizar a seguinte expressão ao longo do texto: “Estudos anteriores destacam...”, após você inserir o conteúdo, ou seja, o que estes estudos destacam, coloque entre parênteses os referidos estudos.

Erro número 2

  • A introdução não dialoga com os seus principais resultados ou com a discussão.

A sua introdução deverá dar suporte aos próximos tópicos do trabalho. Então, o contexto e a apresentação dos principais estudos sobre o tema na sua introdução deverão estar em plena sintonia com os resultados e com a discussão apresentada no trabalho. É justamente por isso que a introdução deve ser escrita por ultimo, após a descrição dos resultados e da discussão.

É muito comum você se empolgar um pouco com um determinado assunto que tangencia o ponto central do seu trabalho, e acabar desenvolvendo um pouco demais... as vezes um parágrafo inteiro, algo que não está nos seus resultados e não será retomado na discussão.

Erro número 3

  • Existência de conteúdo não relevante na sua introdução

Tome bastante cuidado. Apenas insira conteúdo que seja verdadeiramente relevante, para que a audiência entenda o contexto geral, a lacuna que o seu trabalho busca preencher, os seus objetivos e a importância do seu trabalho.

Parece algo bobo. Afinal de contas, ninguém quer inserir nada irrelevante em lugar algum. Mas não deixe de pensar nisso ao escrever a sua introdução. Esse tipo de erro é mais comum do que você imagina. Bom, espero que o texto tenha sido proveitoso. Até a próxima.

© 2018 por Douglas Sathler | Canal Descomplicado | UFVJM