#14 Métodos: como descrever os métodos adequadamente?

Confira o vídeo da Aula #14 no Canal Descomplicado

Olá Pessoal, neste texto vou falar sobre como descrever os seus métodos de maneira adequada.

Será que tenho que detalhar muito o método escolhido? Quantos parágrafos ou páginas devo utilizar? Preciso necessariamente criar um tópico para isso ou posso apresentar o meu método rapidamente no final da introdução? Vamos abordar essas e outras questões neste texto. Vamos juntos?

A definição dos métodos da sua pesquisa e a descrição adequada da sua estratégia no seu artigo são fundamentais. Tenha em mente que, métodos não confiáveis, irão produzir resultados sem credibilidade. Portanto, seja criterioso ao escolher o método.

A maior parte dos estudos buscam a aplicação de metodologias conhecidas e já amplamente testadas. Nesse caso, certifique-se que o método escolhido, ou seja, a estratégia que irá utilizar para responder suas perguntas de pesquisa e cumprir os seus objetivos, seja válida.

É muito ruim descobrir, apenas depois de um tremendo esforço, que aquele modelo que você está utilizando não é o mais adeuqado para o tipo de dado, ou que existiam estratégias mais interessantes para responder a sua pergunta de pesquisa.

Por isso jovem, discuta bastante com o seu orientador ou com colegas as possibilidades existentes. Ler é fundamental, para que você tenha ideia das principais estratégias que estão sendo utilizadas nos trabalhos mais importantes da área.

Se o seu trabalho trazer alguma novidade metodológica, ou seja, se você pretende propor uma forma mais eficiente de responder determinadas perguntas, saiba que estará navegando por águas desconhecidas. Nesse caso, terá que ter atenção redobrada e muita segurança do que está fazendo. Inovações metodológicas são extremamente desejáveis! Mas não deixe de ter cautela em relação a isso.

Se apresentar novidades metodológicas, tenha certeza que a sua proposição não está presente em trabalhos anteriores. Caso encontre algo parecido, você deve referenciar isso devidamente no seu estudo.

Ok. você encontrou o método adequado. Agora, como descrever isso no seu trabalho.

A forma com que você vai descrever a metodologia do seu trabalho vai depender da natureza do estudo que você está apresentando no artigo. Existem algumas situações possíveis, dependendo da proposta do estudo e da área do conhecimento.

Todas estas situações guardam um ponto muito importante em comum: Os seus leitores devem ser capazes de reproduzir o seu método, ou seja, o seu estudo deve fornecer informações suficientes para que a sua estratégia seja avaliada e replicada por outros cientistas.

Independente do método adotado, seja o mais direto possível. Não detalhe de maneira exagerada algo amplamente conhecido e nem seja breve ao extremo, a ponto de não fornecer informações suficientes para que o seu estudo seja replicado.

Para sermos bem didáticos, vamos imaginar que temos basicamente, três tipos de situação.

# Primeira situação

A metodologia se restringe a uma análise descritiva simples ou a um conjunto de reflexões teóricas sobre o tema, baseadas em na análise de fontes de dados e revisão da literatura. Neste caso, não precisará adicionar um tópico inteiro dedicado a metodologia no trabalho. Na própria introdução, você poderá realizar uma breve descrição de como pretende cumprir os seus objetivos. Para ser mais exato, no fechamento da sua introdução.

Não tem nada de errado na simplicidade das estratégias metodológicas. Para ser sincero, sou da ideia de que temos sempre que buscar a forma mais simples possível para responder uma determinada pergunta.

Não adianta fazer uma método super bem elaborado, que tomará tempo e recursos da pesquisa, para responder algo que poderia ser respondido de uma forma mais simples. Chamamos isso de “matar mosquito com bomba atômica”. Desnecessário né?

Se o método é simples, adicione apenas informações que sejam verdadeiramente relevantes, como a fonte de dados avaliada, o período analisado (e porque a análise abrange este período) e como as informações serão apresentadas mais adiante (tabelas, mapas, gráficos, etc.).

Se optar por um estudo essencialmente crítico e reflexivo, sem a utilização de dados secundários, ou seja, dados coletados anteriormente por governos ou instituições e que podem ser utilizados por pesquisadores, forneça detalhes sobre como responderá, a partir da literatura e de suas reflexões, as perguntas propostas no seu artigo.

# Segunda situação

Você optou por uma técnica amplamente conhecida. Nesse caso, não faz sentido você explicar ao leitor, de maneira muito detalhada, o funcionamento do método escolhido.

Seja breve. Descreva tudo em poucos parágrafos e foque no que realmente importa no seu estudo: os seus resultados e sua discussão.

Por exemplo, a técnica bola de neve, conhecida como snowball no exterior, é amplamente conhecida e trabalhada em análises qualitativas. É um método que possui vantagens e limitações. Trata-se de um método simples: você localiza uma pessoa que possui o perfil desejado para uma entrevista e, em seguida, pede que essa pessoa indique uma outra pessoa para ser entrevistada. Geralmente muito útil para a coleta informações sobre grupos de difícil acesso, quando a indicação de um membro do grupo é extremamente valiosa para você chegar a um outro membro. No entanto, no método bola de neve, não podemos falar em probabilidade ao escolher os indivíduos dessa forma.

Nesse caso, não existe a menor necessidade de gastar uma ou duas páginas do seu trabalho trazendo uma descrição detalhada da técnica. As possiblidades e também, limitações deste método, já são amplamente conhecidos.

No campo quantitativo, se a sua técnica estatística for muito conhecida, por exemplo, uma regressão ou análise de cluster, ou se você estiver fazendo um experimento que já é padrão, não perca tempo detalhando demais estes mecanismos.

# Terceira situação

Se o seu método é novo e boa parte do mérito do artigo está na formulação deste método, ai é outra conversa. Neste caso, como já falei nesse vídeo, tenha em mente que o leitor deverá ser capaz de entender e de replicar o seu método. Especifique o que existe de especial, inesperado ou diferente na sua abordagem.

Itens de impacto devem ser mencionados logo no início, de preferência logo na primeira sentença. Geralmente, abordagens qualitativas ou que consideram a coleta de dados primários requerem uma descrição mais detalhada, já que você gerou os principais dados e informações utilizados no trabalho. Fique atento a isso.

Se o seu trabalho requer uma descrição mais aprofundada dos métodos, com a apresentação de muitos detalhes, considere a ideia de incluir subtópicos para organizar melhor essa parte do seu trabalho.

Bom pessoal, espero que este vídeo tenha te ajudado a entender um pouco mais sobre como irá descrever o método do seu trabalho.

Confira o vídeo da Aula #14 - Clique Aqui

© 2018 por Douglas Sathler | Canal Descomplicado | UFVJM