# 18 Discussão: componente essencial e indispensável.

Confira o vídeo completo no Canal Descomplicado (YoutTube)

 

No texto de hoje vou falar de um componente muito importantes de um artigo científico, tcc, dissertação ou tese: a discussão. Vamos juntos?

 

 

Os resultados do seu trabalho farão pouco sentido para a maioria dos leitores se não vierem acompanhados de uma boa interpretação. Diante disso, a discussão é elemento fundamental e indispensável de um trabalho científico. Você deverá explorar o sentido dos seus resultados e, também, como os seus resultados dialogam com estudos anteriores.

 

É fundamental a criação de uma análise crítica para a interpretação dos seus resultados. Uma alternativa muito comum, é a criação de um tópico conjunto, que pode ser chamado de: resultados e discussão.

 

Mas também você poderá apresentar os seus resultados e a sua discussão em tópicos separados. Neste caso, seja sucinto e bem objetivo na apresentação dos seus resultados, para que você tenha espaço, no seu trabalho, para você explorar os principais significados dos seus achados.

 

Pesquisadores experientes recomendam que, se você não tiver larga experiência na construção de trabalhos científicos, considere criar um tópico específico para a sua discussão.

 

Isso te ajudará organizar melhor os seus pensamentos e, também, o seu trabalho. Fazendo isso, você estará seguro de que não irá apresentar uma discussão desidratada e bastante diluída em um tópico conjunto. Vale lembrar que, mesmo que você tenha resultados formidáveis, eles não falam por si só.

 

Infelizmente, parte significativa dos trabalhos submetidos para avaliação de revistas e congressos trazem uma discussão pouco evoluída. Até mesmo, é comum encontrar trabalhos que terminam com a mera apresentação dos resultados. Isso não está correto e, provavelmente, seu trabalho será reprovado.

 

Acontece que, frequentemente, os autores investem muita energia na construção da metodologia, na geração dos resultados e na construção de uma introdução alinhadinha co o restante do trabalho. E muitas vezes, diante do cansaço, ou da escassez do tempo, quem paga o pato é a discussão.

 

Portanto, se programe. Saiba, desde já que, após encontrar ótimos resultados, ainda terá um caminho significativo pela frente. A discussão te exigirá um esforço para a interpretação dos resultados e, também, para a promoção de um diálogo entre os seus achados e a literatura existente.

 

Quais as diferenças e similaridades dos seus resultados em relação ao que outros autores já encontraram, em estudos anteriores? Quais perspectivas o seu estudo abre?

 

No caso das ciências sociais aplicadas, é muito comum incorporar na discussão a seguinte questão: como os seus resultados podem subsidiar políticas públicas que tratam do tema que você explorou?

 

Portanto, pense que, na sessão resultados, você irá reportar os seus achados. Já na sessão discussão, você irá interpretar os resultados. Explorar o significado dos resultados.

 

Um resultado descrito, sempre levanta a seguinte questão: tá, mas e dai? Dai que você vai explorar o significado disso em uma ótima discussão. Demonstre com assertividade as principais implicações dos seus resultados.

 

Okay. Vamos tratar disso então de uma maneira mais objetiva. Como apresentar adequadamente tudo isso que eu estou colocando aqui neste vídeo. Vamos a uma espécie de receita de bolo, para facilitar as coisas por aqui.

 

Primeiramente, escreva um parágrafo que relembre os leitores da importância do seu estudo, oferecendo um panorama geral que resuma qual foi a principal brecha que seu trabalho preencheu.

 

No segundo parágrafo, ofereça uma visão crítica dos seus principais resultados. Destacar os seus resultados mais importantes. Mas cuidado para não repetir, de forma detalhada, informações que você já escreveu nos seus resultados. E não se esqueça, descreva como os seus resultados dialogam com literaturas anteriores ao seu trabalho. Isso é muito importante.

 

No seu Terceiro parágrafo, apresente achados adicionais e demonstre, como estes resultados dialoga com a literatura. A maioria dos estudos oferecem múltiplos resultados. É natural, inclusive, a gente ficar na dúvida sobre qual seria de fato o resultado mais importante e, também, quais seriam os resultados adicionais. Você terá que fazer um esforço para entender qual seria a maior contribuição do seu trabalho. O que faz mais sentido? E o que pode ser considerado como resultados adicionais.

 

No parágrafo 4, você pode explorar as principais limitações do seu estudo. É importante você reconhecer e demonstrar de maneira adequada, como estas limitações afetam as conclusões do seu trabalho. Ah, acha que o seu método não tem nenhuma limitação? Jovem, jovem, poe a mão na consciência e pensa mais um pouquinho ai sobre isso.

 

Já no Quinto parágrafo, discuta as perspectivas futuras que o seu estudo abre. O seu estudo abre um leque para que estudos adicionais sejam feitos sobre o tema? Caso sim, fale um pouco sobre isso.

 

Fechando a discussão, você poderá explorar um pouco sobre quais seriam as conclusões gerais do seu trabalho.

 

Também não é totalmente incomum encontrar artigos científicos que terminam na discussão, sem a criação de um tópico específico para a conclusão. Eu recomendo que não faça isso. Eu tentei uma vez, num trabalho enviado para uma revista com alto fator de impacto, e o parecerista ficou incomodado com isso. Dai, eu tive que deslocar a conclusão para um tópico específico.

 

Bom, com estas dicas, espero que tenha entendido a importância de uma boa discussão.

 

É jovem, dá trabalho, eu sei...  mas tenho certeza que irá superar isso.

E não se esqueçam de curtir os vídeos. Deixe seus comentários. Lembre-se, passar por aqui e não curtir os vídeos dá um azar danado.

 

Abraços pessoal!!

 

Confira o vídeo completo no Canal Descomplicado (YoutTube)

Please reload

© 2018 por Douglas Sathler | Canal Descomplicado | UFVJM